quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Líderes do celular no no 2º trimestre de 2015

A Vivo liderou em oito dos dez indicadores do celular acompanhados pelo Teleco no 2º trimestre de 2015 (2T15). A Claro e a TIM lideraram nos outros dois indicadores.


O Teleco iniciou em 2007 o acompanhamento do desempenho das operadoras de celular no Brasil medido através de indicadores, que passaram a ser revisados anualmente a partir de 2014.

Em 2015, foram introduzidos três novos indicadores: Pré-pago, Pós-pago e Receita de Dados.

Apresenta-se a seguir os resultados para cada um destes dez indicadores no 2º trimestre de 2015 (2T15).

1) Market Share Celulares: Vivo lidera e recupera liderança na região I

A Vivo, maior operadora de celular do Brasil, terminou o 2º trimestre de 2015 (2T15) com 82,7 milhões de celulares e market share de 29,3%.

A Vivo ganhou market share no 2T15, enquanto TIM e Claro perderam.


No 2T15, a Oi retomou a liderança no DDD 71 (Salvador), que havia perdido para a Claro no trimestre anterior, e assumiu a liderança no Maranhão, superando a TIM.


2) Market Share Pré-pago

A TIM é a líder em pré-pago, mas perdeu market share no 2T15. Já Vivo e Oi ganharam market share no trimestre.


3) Market Share Pós-pago

A Vivo é a líder no pós-pago e ganhou market share no trimestre, juntamente com TIM e Nextel.



4) Crescimento celulares: Vivo lidera em adições líquidas no trimestre

A Vivo liderou o crescimento no 2T15 com quase o triplo de adições líquidas da segunda colocada (Nextel).


TIM, Claro e Oi apresentaram adições líquidas negativas no total de celulares e no pré-pago


A Vivo e a TIM lideraram o crescimento no pós-pago.

5) Banda Larga Móvel: Claro lidera em market share

A Claro era a lider em market share de banda larga móvel no Brasil em jan/15, último mês para o qual a Anatel havia divulgado estas informações quando da publicação deste comentário.

A Claro lidera em market share de aparelhos 3G e a Vivo em 4G e terminais banda larga.


6) Receita Líquida: Vivo lidera


A Vivo se manteve na liderança com uma receita líquida total de R$6,2 bilhões no 2T15 e crescimento de 7,0% na comparação com o 2T14.



7) Receita de Dados: Vivo lidera

A Vivo é a operadora em que dados representa uma parcela maior de sua receita de serviço.


A Vivo é também a operadora com a maior receita de dados (R$ 2,7 bilhões), seguida pela TIM (R$ 1,3 bilhões).

8) Crescimento da Receita Líquida de Serviços: Vivo lidera


A Vivo liderou o crescimento da receita líquida de serviços no 2T15, tendo sido a única das quatro operadoras a apresentar crescimento positivo.

A queda na receita de voz é a principal responsável por este resultado..

9) ARPU: Vivo mantém liderança em ARPU

A base mais ajustada, com um critério de desligamento de pré-pago mais restrito, e o crescimento da receita de dados tem contribuído para evitar uma queda mais acentuada do ARPU da Vivo. O ARPU de dados da Vivo (R$ 10,8) está se aproximando do ARPU de voz (R$ 12,7).


Os valores de ARPU informados pelas operadoras não são totalmente comparáveis por utilizarem critérios diferentes na sua determinação. A Claro inclui apenas a receita de interconexão (VUM) associada às chamadas de longa distância.

Os minutos de uso mensais por usuário (MOU) do Brasil no 2T15 apresentaram queda de 8,6% na comparação com o 2T14.



10) Cobertura: Vivo na liderança

A Vivo era líder em população atendida no 2T15, quando se considera o conjunto das três gerações de tecnologia. Ela liderava em população atendida com 3G (87,9%) e em população com 4G (40,6%). A Claro liderava em população atendida com 2G (92,2%).

A Vivo liderava também em quantidade de municípios atendidos com 2G, 3G e 4G.



FONTE: CorpTV