terça-feira, 6 de janeiro de 2015

7 tendências da Comunicação para 2015


Autor: Americo Neto

1. Campanhas Multitela
O consumidor já é multitela. Hoje, enquanto assiste TV, navega na internet pelo tablet e conversa com os amigos pelo celular, através do WhatsApp, tudo ao mesmo tempo. E cada vez mais a publicidade vai se utilizar das características das diferentes telas para fazer uma campanha com abordagem que envolva, ainda mais, o consumidor.

2. Uso das redes sociais nas campanhas
As mídias sociais são um grande fenômeno. Em pouco tempo pessoas de todas as idades estão no Facebook, no WhatsApp e assistem ao Youtube. As redes sociais atingem pessoas de diversas classes, variados interesses e um grande poder de consumo. Em 2015 o mercado publicitário deve intensificar o uso das mídias sociais em suas campanhas, integrando online e offline.

3. 2015 será o ano do vídeo
Mais e mais vídeos serão publicados e assistidos na web. Assim como experimentamos a multiplicação do uso de fotografias: como selfies, fotos de comidas, fotos para o Instagram... Vamos experimentar agora a era dos vídeos. O novo IOS já filma em Time Lapse e novos recursos virão. Vão pipocar os vídeos dos celulares, GoPro e até das câmeras de segurança (Vide o episódio com a suposta Viviane Araújo). Vamos assistir aos nossos amigos. E começaremos a ver verdadeiras superproduções caseiras.

4. O sucesso do eu
Outra grande tendência é o aumento da possibilidade de escolha. Hoje em dia, em casa, o cidadão escolhe o que quer ver e ouvir e a que horas quer fazer isso. Cada vez mais faremos o que queremos e na hora que quisermos. Os celulares e os tablets viraram companheiros na fila, na sala de espera, no metrô, na palestra chata e na hora de fofocar. Agora podemos escolher estar com outros amigos que não os que estão na nossa mesa do bar. Se a conversa está chata, acionamos o celular e... conversamos, ali mesmo, outro papo, com outros amigos.

5. As crianças bilíngues, do Youtube e Netflix
A primeira palavra que minha filha caçula falou não foi papai nem mamãe, foi “Cocó”. Ela é da era do iPad. O tablet é a mais nova babá. É a era da Peppa, da Monster High, da Frozen e do Minecraft. Esta novíssima geração navega na internet desde o primeiro dia. Sabe clicar e passa horas pulando de um vídeo para outro. Existem verdadeiras celebridades do Youtube. Pessoas que fazem sucesso com seus vídeos sem nunca terem aparecido na TV, no jornal ou no rádio. E algumas dela são crianças que fazem vídeos para outras crianças. Estes consumidores do futuro já fazem suas escolhas e influenciam seus pais nas compras. Uma geração precoce, mais preparada, mais tecnológica e a cada dia mais influente.

6. Mais notícias, mais músicas, mais filmes, mais conteúdo
Informação, conteúdo e entretenimento: é nisso em que as pessoas de todas as classes sociais mais investem o seu tempo livre. Se um filme é suspenso por conta de ameaças terroristas, ele é vendido e alugado na internet e bate recordes de arrecadação. 2015 será o ano de mais conteúdo, mais histórias contadas, de mais histórias reais e interessantes. Já vemos propaganda que viraram filmes e verdadeiros filmes feitos como propaganda. O Youtube acabou com a barreira dos trinta segundos, e um filme de seis minutos feito para o Blue Label foi um sucesso. Há anos a publicidade se utiliza dos publieditoriais e com a internet isso tem crescido. Além dos banners, ter conteúdo sobre as marcas ajuda a vender. Assim a publicidade invadiu os blogs e o Instagram. Vamos ter mais histórias. Mas histórias verdadeiras e com ligação com a arte.

7. Mais verdade

Está mais fácil desmascarar uma mentira. O consumidor tem voz. As reclamações se multiplicam, compartilham. Está barato reclamar. É facílimo fazer ecoar uma insatisfação com uma empresa ou produto. E para fazer frente a isso as empresas terão que ser mais verdadeiras. Suas comunicações mais sinceras. Os call centers menos automáticos e mais humanos. Em 2014 algumas empresas foram desmascaradas por contarem histórias falsas a seu respeito. E isso tem um custo. Ser verdadeiro é mais barato, simpático e duradouro. 2015 o ano da verdade!

FONTE: CorpTV