sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Mitos e verdades sobre virtualização


Autor: FJ Gould

• É necessário realizar uma análise de retorno sobre o investimento (ROI) para determinar o tipo de virtualização ideal para a sua empresa.

• A virtualização é comprovadamente uma tecnologia que tem sido adotada por muitas empresas e tem resultado em vantagens significativas em termos de eficiência da TI, redução de custos, maior flexibilidade e disponibilidade.

• Com treinamento e recursos adequados, a implantação e a administração de um ambiente virtual são fáceis. De fato, o gerenciamento de um ambiente virtualizado pode demandar menos tempo e exigir menos recursos do que um ambiente físico.

Neste artigo, você encontrará algumas das preocupações sobre a virtualização que, na verdade são mais rumores, que te ajudarão a distinguir entre a realidade e a ficção.

Mito 1: A virtualização é muito cara
Para muitas empresas a combinação do custo do software (hypervisor e ferramentas de gestão), treinamento e hardware associado (armazenamento e servidores) pode parecer esmagadora. Mas, embora o investimento seja necessário, uma solução de virtualização consolidará servidores que, por si só, representa uma economia nos gastos operacionais (energia, manutenção, administração etc.) e hardware. Além disso, os principais provedores de virtualização oferecem produtos gratuitos para que você tenha a possibilidade de testar o terreno. Há opções que permitem compartilhar seus servidores de armazenamento e existem muitas soluções de treinamento que incluem cursos de formação para computadores, livros, comunidades online e, claro, instrutores.

Mito 2: A virtualização requer experiência e habilidades especializadas
Nada pode estar mais distante da realidade. O planejamento e implantação de um projeto de virtualização utilizam as habilidades e competências existentes em um típico departamento de TI. O conhecimento necessário para operar hardware pode ser facilmente aplicado a um ambiente virtual. Além disso, os sistemas operacionais e as aplicações em uma solução virtual se comportarão de forma semelhante aos ambientes físicos. As organizações devem escolher um prestador de serviços e parceiro de TI de confiança, que possa oferecer equipes de suporte dedicadas a lhes fornecer orientação ao longo da implantação e expansão. E ainda, os principais fornecedores de virtualização oferecem tutorais.

Mito 3: A virtualização impactará no rendimento
Um dos mitos mais populares associados à virtualização é o impacto sobre o desempenho. A realidade é que hoje os servidores usam entre 5% e 10% de sua capacidade, deixando espaço de sobra para a consolidação e a plataforma de virtualização. Em março de 2012, a Confio1, empresa de software, realizou um teste paralelo para comparar o desempenho da Oracle em ambientes físicos e virtuais. O resultado foi essencialmente o mesmo em ambas as plataformas.

Mito 4: Um servidor virtual é menos seguro
Um servidor virtual é tão seguro quanto um físico, com a mesma configuração. Cada empresa deve desenvolver as suas próprias normas de segurança, assim como suas políticas e procedimentos para garantir que sejam cumpridos. De fato, muitas empresas com requisitos de segurança extremos, como o Departamento de Defesa dos EUA, usam a virtualização como um método para reduzir custos. A DISA, uma divisão do Departamento de Defesa, patrocina um site para seus contratantes sobre cibersegurança, IASE. Lá encontram-se guias de implantação de técnicas de segurança. Além disso, os fornecedores de virtualização oferecem cursos de segurança para ensinar a gerenciar e proteger seus dados e suas plataformas.

Mito 5: O gerenciamento de licenças é complicado
É certo que a virtualização tem exigências específicas no que diz respeito ao licenciamento. É necessário ter ciência das licenças para as plataformas de virtualização, de virtualização, de gerenciamento, o sistema operacional e as aplicações instaladas em cada máquina virtual. De acordo com Mark Bartrick3, da Forrester Research, para garantir que você cumpra os requisitos legais para o licenciamento e para se beneficiar dos custos reduzidos na manutenção de hardware e energia, o uso mais eficiente dos recursos e um gerenciamento simplificado deve:

• Compreender as regras de virtualização de cada fornecedor, porque todos têm requisitos diferentes e mudam com frequência.

• Comunicar os requisitos e mudanças de licenciamento ao departamento de TI de forma clara e com regularidade para o cumprimento das regras.

• Utilizar ferramentas do fornecedor de virtualização ou de terceiros que se encarregam de gerenciar as licenças automaticamente para reduzir sua carga de trabalho e os custos associados.

Mito 6: É somente para grandes empresas
Este é outro conceito errado. A virtualização beneficia empresas de todos os tamanhos, desde que utilizem mais de um servidor. Além de cargas de trabalho de consolidação, a virtualização oferece, entre outras vantagens, maior disponibilidade de recursos, tolerância a falhas e recuperação de desastres. Essas características, assim como as outras mencionadas aqui, podem ajudar empresas de todos os tamanhos a reduzir custos de infraestrutura e simplificar o gerenciamento e a manutenção.


Com estes conceitos mais claros, chegou a hora de virtualizar a sua infraestrutura.

FONTE: CorpTV