terça-feira, 13 de agosto de 2013

Cloud contribui para a redução das emissões de carbono, comprova estudo

Estudo realizado pela Global e-Sustainability Initiative (GeSI) no Brasil, Canadá, China, República Checa, França, Alemanha, Indonésia, Polônia, Portugal, Reino Unido e Suécia, comprova que o uso de serviços de e-mail na nuvem, CRM e groupware pode eliminar as emissões anuais de 4,5 milhões de toneladas de CO2. 

Isso representa cerca de 2% da pegada de carbono total da área de TI nos países pesquisados, o equivalente às emissões de 1,7 milhões de veículos rodando nas grandes cidades.

O uso de serviços multi-cliente baseados em nuvem pode reduzir cerca de 92% do número de servidores que atuam internamente nas empresas, de acordo com o estudo. Considerando os 11 países avaliados pela GeSI, as economias de custo poderiam subir para 2,2 mil milhões de dólares, mas se o uso da nuvem fosse comum na maioria das empresas ao redor do mundo eliminaria 9,1 gigatoneladas de emissões de CO2 e resultaria em uma economia de 1,9 bilhões nos custos de energia em 2020.

"Os resultados do estudo mostram que, ao contrário da percepção de que os data centers de serviços na nuvem consomem muita energia, a eficiência energética da infraestrutura de nuvem é de grande magnitude", disse Peter Thomond, líder do estudo.

O relatório identificou as barreiras políticas que precisam ser removidas para incentivar o uso maior de serviços na nuvem nos países pesquisados.

O estudo é considerado oportuno, pela indústria de TI e um complemento ao trabalho da Alcatel-Lucent, CloudBand and Nuage Networks.

Prestadores de serviços de comunicação têm reconhecido o potencial da virtualização e da nuvem para mudar drasticamente a sua rede e infraestrutura de serviços e reduzir custos operacionais, incluindo o custo de energia. Com a nuvem, prestadores de serviços podem usar melhor os recursos de computação e reduzir a capacidade de reposição. Os clientes esperam que a redução do consumo de energia em 50% ou mais. Mas virtualizar individualmente os elementos da rede não é suficiente para cumprir a promessa. Os prestadores de serviços precisam de uma plataforma de virtualização coerente que otimize o uso dos recursos de nuvem.


CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD do estudo “The Enabling Technologies of a Low-Carbon Economy: A Focus on Cloud Computing”.

FONTE: CorpTV