terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Consumo crossmedia decola no Brasil e na América Latina


A TGI Latina fez algumas medições mais recentes nos maiores mercados de mídia da região que revelam crescimento em algumas áreas da América Latina

Argentina
- O consumo de jornais aumentou 5%
- O consumo de revistas subiu 7%
- O consumo de TV por assinatura cresceu 5%

Brasil
- O consumo de jornais aumentou 6%
- O consumo de revistas subiu 11%
- O consumo de TV por assinatura cresceu 12%

México
- O consumo de jornais aumentou 15%
- O consumo de revistas subiu 8%
- O consumo de TV por assinatura cresceu 11%

Mais mídias off-line entrando on-line
Esses resultados revelam mudanças nos padrões de consumo nos países pesquisados entre 2011 e 2013. Mas o que está impulsionando esse crescimento? A TGI cita o crescimento da classe média e o fato de o mercado de mídia da América Latina ainda ter muito espaço para crescer.

Outro fator essencial é que essas estatísticas refletem o consumo de mídias off-line e on-line. Basicamente, mais latinoamericanos estão consumindo formas tradicionais de mídia — mas eles estão fazendo isso on-line. 

Veja, abaixo, os percentuais de crescimento que a TGI Latina identificou entre 2011 e 2013 para Argentina, Brasil, Colômbia e México:

- A visualização on-line de programas de TV cresceu 24%

- O hábito de ouvir rádio on-line cresceu 16%

- A leitura de revistas on-line aumentou 9%

- A leitura de jornais on-line cresceu 6%

- A leitura de notícias em dispositivos móveis cresceu 6%

- O hábito de assistir ou baixar um programa de televisão para um dispositivo móvel aumentou 5%A visualização on-line de programas de TV cresceu 24%

- O hábito de ouvir rádio on-line cresceu 16%

- A leitura de revistas on-line aumentou 9%

- A leitura de jornais on-line cresceu 6%

- A leitura de notícias em dispositivos móveis cresceu 6%

- O hábito de assistir ou baixar um programa de televisão para um dispositivo móvel aumentou 5%

Consumo crossmedia no Brasil e América Latina
Na sua análise, a TGI Latina analisou também o consumo de formas importantes de mídia em termos de plataforma, ou seja, off-line versus on-line, na Argentina, Brasil, Colômbia e México. Nesses quatro países, embora a mídia off-line ainda tenda a ser mais consumida em plataformas off-line, um percentual significativo de consumidores consome mídias tradicionais tanto em plataformas off-line quanto on-line. Os gráficos abaixo mostram como esse consumo crossmedia está se tornando mais constante nesses quatro grandes mercados latinoamericanos. (Em cada gráfico, os círculos do lado esquerdo e direito mostram a porcentagem de pessoas que consomem cada forma de mídia on-line ou off-line. O círculo do meio mostra o percentual de pessoas que consomem jornais, revistas, rádio e TV, tanto online como offline.)

JORNAIS
REVISTAS
RÁDIO
TV ABERTA

Considerando esses padrões, fica claro que as marcas devem adotar uma abordagem de mídias cruzadas bem calculada para maximizar seu alcance e ROI nos principais mercados da América Latina.

FONTE: CorpTV