quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Ele fez uma busca no Google e sem saber entrou em um processo de contratação


Um ex-cientista da computação desejava tornar-se um engenheiro de computação e, para isso, trabalhava em um projeto para adquirir todas as habilidades necessárias. Quando pesquisou no Google: “python lambda function list comprehension” (Algo como “lista de funções de compreensão phyton lambda”), o link do Google apareceu, inicialmente com os resultados habituais.

Mas então, conforme ele escreveu para o site The Hustle, “algo anormal aconteceu”. Os resultados de sua busca começaram a dividir-se na metade horizontalmente e uma caixa preta apareceu com uma mensagem:

“Você está falando nossa língua. Aceita um desafio?”



Max Rosett, o engenheiro, aceitou o desafio ao clicar em “I want to play” (“Eu quero jogar”) e o Google o direcionou para um site chamado foo.bar. “A página era semelhante a uma interface Unix, então eu digitei o comando para ver a lista de arquivos. Tinha um chamado “start_here.txt” (Algo como ‘comece_aqui.txt’)”, ele escreveu.

“Eu o abri e tinha duas frases:

“Type request to request a challenge. Type help for a list of commands.”
(Algo como: ‘Digite “pedir” para pedir um desafio’. Digite “ajuda” para uma lista de comandos’).

Ele digitou “pedir” e abriu uma tela contendo um desafio de programação e com as instruções de como conseguir resolver, tudo isso em um prazo de 48 horas contando a partir daquele momento.



Ele não publicou o desafio final no post que ele fez no site The Hustle, só disse que para resolver foi necessário um pouco de conhecimento sobre algoritmos e que tinha a opção de programar em Python ou Java. Após resolver o primeiro, ele submeteu e avançou para mais 5 desafios (resolvidos no período de duas semanas).

No final, após resolver seis desafios, abriu um formulário para que ele colocasse seu e-mail e telefone, Max disse que imaginava que havia terminado sua jornada por aí. Mas então um recrutador o enviou um e-mail alguns dias depois.

Tratava-se de um processo de recrutamento “bem típico” do Google e Rosett foi aprovado para uma vaga de engenheiro na empresa pouco tempo depois. Ele não é o único que passou pelo processo.

Demais hein?


Essa ferramenta, a foo.bar, é uma tática brilhante de recrutamento do Google, pois eles conseguem encontrar pessoas antes delas sequer terem mandado currículos e intenções de emprego para lugar algum, e fazem a pessoa que chegou à foobar se sentir importante e valorizado, além de valorizarem a privacidade do usuário, pois eles só pediram o contato de Max no final de todo o processo.

FONTE: CorpTV