segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Quer audiência? Vá para a Internet…

Autor: Luiz Castro Junior

Apesar de a Internet ainda não ter invadido totalmente os lares dos brasileiros, tal como o rádio e a TV, um relatório da Forrester Research mostra que as plataformas de Redes Sociais e de vídeos online possuem maior audiência do que a TV no Brasil.

O estudo, realizado em novembro de 2011 (e que com toda certeza cresceu muito em dois anos), reflete a resposta de 4.020 pessoas (18+) em 22 cidades brasileiras. O comportamento do usuário brasileiro foi categorizado como alto nível de interação social na rede, navegando aproximadamente 23,8 horas por semana na Internet, contra 6,2 horas semanais assistindo TV.

Das horas gastas na rede, 89% usaram seu tempo na Web para interações sociais e desses, 81% usaram regularmente o Facebook.

A TV ainda terá que competir com o avanço das conexões mobile, pois o número crescente de aparelhos smartphone (e similares) vendidos no país deixa claro que a tendência tem ganhado força significativa, até mesmo nas classes C e D. A pesquisa mostrou também que 2,2 horas semanais são gastas com conexões através de dispositivos móveis.

Para quem ainda está com receio em investir nas novas mídias, é melhor se ater aos números das últimas pesquisas que colocam por terra qualquer barreira. De fato, o melhor lugar para sua marca ser apresentada e se fazer presente é onde seu público está. Na Web.

As possibilidades de uso das ferramentas online para ganhar audiência da massa não são mais tão subliminares assim. O que se esperava algum tempo atrás era que não seria tão simples replicar ou criar volume de audiência em um Youtube da vida, porém, tudo mostrou-se muito diferente e a força da colaboração e da liberdade de criação deu vida (e crescimento gigante!) a um projeto com início ridicularizado.

O público não só assiste, como também produz seus próprios vídeos. Como se não bastasse ainda republica e compartilha esses mesmos vídeos – o que gera uma enorme onda de audiência, e em alguns casos virando a casa de milhões de visitantes em um vídeo do dia para a noite.

Algumas grandes marcas estão percebendo isso e apostando nos memes e canais que surgem todos os dias. Um dos mais recentes e bombásticos é o canal “Porta dos Fundos”, que vem sendo chamado para completar os quadros dos planos de marketing e divulgação de algumas grandes empresas.

Não estou afirmando que isso gera com certeza alguma relevância para a marca (nem sempre é assim!), porém, é uma forma de expandir a visibilidade a níveis inimagináveis e mensuráveis, não mais como na mídia tradicional onde temos uma amostragem não real do alcance. Sem falar que é muito mais em conta do que a mídia tradicional.


Observe também que algumas peças estão sendo publicadas nas mídias tradicionais e republicadas nas “novas mídias”, o que indica que esse é o caminho inicial para a migração e eventual totalização da comunicação em rede digital.

FONTE: CorpTV