terça-feira, 16 de setembro de 2014

Videoconferência deve ser melhor ferramenta de comunicação para RH em 2016

A maioria dos respondentes (56%) indicou que o vídeo seria o seu método preferido de comunicação para os negócios, superando o e-mail (49%) e conferências por áudio (32%). Os dados foram coletados a partir de 1.205 tomadores de decisões de negócios em quatro regiões e 12 países: EMEA (Reino Unido, França, Alemanha, Rússia, Polônia, Bélgica e Países Baixos); América do Sul (Brasil), América do Norte (EUA) e APAC (Índia, Singapura e Austrália).

Provando que os benefícios do vídeo para funções de RH são bem compreendidos, o levantamento realizado com os tomadores de decisão em 12 países revelou que quase a totalidade (98%) dos executivos de RH que participaram da pesquisa, acreditam que a videoconferência remove as barreiras da distância e melhora a produtividade entre as equipes em diferentes cidades e países.

A pesquisa também mostrou que o vídeo está tornando-se mais difundido entre as equipes de Recursos Humanos em todo o mundo. Quando solicitado para escolher entre os métodos preferidos de comunicação empresarial atualmente, os entrevistados de RH classificaram a videoconferência como uma das três melhores ferramentas para comunicação, ficando em terceiro lugar (46%), após o e-mail (88%) e as chamadas de voz/conferência (62%). Outros métodos de comunicação empresarial que os executivos de RH afirmaram utilizar incluem conferência via internet, mensagens instantâneas e redes sociais.

Segundo Mariane Takahashi, Diretora de Marketing para o Caribe e América Latina da Polycom, os entrevistados apontaram a preferência pela videoconferência por fatores de economia dentro das equipes e dinamização do trabalho e de processos seletivos.

“Avanços na tecnologia e telecomunicações estão permitindo que grandes e pequenas organizações operem perfeitamente em qualquer lugar”, afirma Mollie Lombardi, Vice-Presidente e Analista Principal de Gestão de Capital Humano do Aberdeen Group. “Os líderes de RH exigem uma nova compreensão de como a tecnologia pode ajudá-los a transpor fronteiras geográficas e repensar suas estratégias de talento para tirar o máximo proveito de um grupo de talentos mais amplo”, afirma.

Vanessa Mauree, Diretora de RH da cadeia de varejo francês Alain Afflelou, já está percebendo os benefícios do uso do vídeo durante o processo de recrutamento. “Entrevisto candidatos para cargos em todo o país e não posso tomar uma decisão a partir de uma entrevista por telefone; preciso ver a pessoa para fazer uma boa avaliação, mas trazer todos os candidatos de avião para Paris é muito caro. 
Entrevistas através de vídeo são ideais e me permitem ver mais candidatos. Uma boa entrevista por vídeo é tão eficaz quanto uma entrevista pessoalmente”, diz Mauree.

Além do recrutamento, o vídeo também está permitindo que as organizações implementem ambientes de trabalho flexíveis. Comprovadamente, isto aumenta a produtividade, reduz o tempo gasto pelos colaboradores no trajeto até a empresa e aumenta a satisfação pessoal e a lealdade, permitindo que os colaboradores tenham mais controle sobre o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

“O vídeo não apenas nos ajuda a melhorar a qualidade do nosso grupo de talentos e a reduzir o tempo de recrutamento e admissão, ele também ajuda a garantir a retenção dos melhores talentos, proporcionando fácil acesso a programas de desenvolvimento e um ambiente de trabalho flexível para os colaboradores”, pontua Daniel Sonsino, Vice-Presidente de Gestão de Talentos da Polycom.

A colaboração por voz, vídeo e conteúdo está impactando muitas facetas da função de RH, incluindo retenção, engajamento e treinamento. O gerenciamento de videoconferência, gravação de vídeo e ativos de vídeo ajudam as organizações a diminuir os orçamentos para treinamento, minimizar os conflitos de viagem e agenda, além de evitar a perda de conhecimento por meio de atritos e aposentadorias, proporcionando colaboração mais fácil e frequente e acesso sob demanda para treinamento e conhecimento. O cuidado que as empresas devem ter no uso da videoconferência

De acordo com Mariane a Polycom, existem dispositivos que garantem a segurança, “por isso, temos clientes nas áreas governamentais e bancos, grandes usuários da nossa tecnologia, que utilizam tablets e desktops num ambiente realmente seguro”, explica.


É importante saber a procedência dos equipamentos, garantias oferecidas e serviços capacitados para implementação. “Outro ponto a ressaltar é fazer um assesment do ambiente, como verificar qual a capacidade, qualidade e largura de banda de internet do cliente e outros itens que deixam a videoconferência mais confortável e com ótima qualidade, como a iluminação do local e acústica, por exemplo”, conclui.

Informações da Empresa: a CorpTV é uma empresa especializada na tecnologia Streaming (Transmissão de dados - vídeo/áudio) para a criação de soluções de comunicação corporativa à distância e transmissão de eventos corporativos e comerciais via internet ou intranet(Videoconferências Ponto-a-Ponto ou Multiponto, Webconferência, Webcast, etc).

FONTE: CorpTV