terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Como os jovens brasileiros usam dispositivos móveis

A empresa de pesquisas E.Life entrevistou recentemente mais de 500 brasileiros de todas as regiões do país e de diferentes classes socioeconômicas para entender melhor como eles usam seus dispositivos móveis. Recapitulamos, abaixo, os principais resultados dessa pesquisa para ajudar anunciantes e profissionais de marketing e de mídia a otimizar suas campanhas de publicidade móvel no Brasil.

No. 1 – Os jovens brasileiros tendem a usar mais os smartphones do que tablets para acessar a 
internet
Os resultados da pesquisa indicam que 91% dos brasileiros na faixa etária dos 15 aos 24 anos usam seus smartphones para entrar na internet, ao passo que apenas 42% usam seus tablets para esse fim. Os brasileiros com idades entre 25 e 65 anos também usam smartphones intensamente para acessar a internet (quase 94%), mas um percentual maior deles tende a usar tablets (quase 53%).

Se a sua campanha for segmentada por classe socioeconômica, é bom considerar que cerca de 91% dos brasileiros das classes AB acessam a internet a partir de smartphones e 57% a partir de tablets.

No. 2 – As diferentes formas de uso de dispositivos móveis por parte de brasileiros
De acordo com os resultados da pesquisa, os jovens brasileiros usam smartphones, laptops e tablets para fins específicos:

- Smartphones: para acessar redes sociais, trocar mensagens, fotos, responder e-mails

- Tablets: para assistir a vídeos, jogar e ler

- Laptops: para atividades de e-commerce, trabalhar, responder e-mails e fazer pesquisas na internet

No. 3 – Os aplicativo de redes sociais são os mais populares
Segundo os resultados da pesquisa da E.Life, cerca de 98% dos brasileiros da classe AB usam aplicativos de redes sociais, enquanto 97% dos da classe C usam aplicativos dessa natureza. Os aplicativos sociais parecem ser ligeiramente mais populares entre os brasileiros da faixa etária dos 25 aos 65 anos (98,6%) do que entre os que têm de 15 a 24 anos de idade (96%).

Além dos aplicativos sociais, os aplicativos mais usados por brasileiros na faixa etária dos 15 aos 24 anos são os de música/vídeos/fotos (93%), de mapas (91%) e de jogos (90%). Além dos aplicativos sociais, o único tipo de aplicativo usado por mais de 90% dos brasileiros com 25 a 65 anos de idade é o de navegação (96%), embora aplicativos de música (86%) e de jogos (84%) também sejam populares. Em artigos anteriores, discutimos o crescimento do comércio móvel no Brasil. Por essa razão, não surpreende observar que 71% dos brasileiros na faixa etária dos 25 aos 65 anos estejam usando aplicativos bancários.

No. 4 – Os dispositivos de compras, promoções e descontos tiveram uma pontuação baixa
Quando os resultados são segmentados por classe e faixa etária, observa-se que as classes AB, a classe C e as faixas etárias dos 15 aos 24 anos e dos 25 aos 65 anos são as que menos usam dispositivos de compras/promoções/descontos, já que foi registrada uma média de cerca de 45% para todos esses segmentos.

No. 5 – Os brasileiros são resistentes à ideia de pagar por aplicativos
Quase 60% dos brasileiros com 15 a 24 anos de idade não pagam para usar aplicativos; o mesmo foi observado para 52% dos brasileiros da classe AB e para quase 56% dos que pertencem à classe C. Cerca de 21% dos brasileiros na faixa etária dos 15 aos 24 anos gastam de R$ 10 a R$ 30 (US$ 5 a US$ 15) por mês com aplicativos, enquanto 27% dos brasileiros com 25 a 65 anos de idade gastam o mesmo valor aproximado mensalmente. Bem mais de 50% dos brasileiros nas faixas etárias dos 15 aos 25 e dos 25 aos 65 anos, das classes AB e da classe C afirmam que não gastam nada com aplicativos.

No. 6 – Os tablets são usados para consumir conteúdos on-line e participar de redes sociais
Os entrevistados afirmaram que usam tablets principalmente para acessar redes sociais (38,6%), ler livros e revistas (37%), fazer pesquisas na internet (36,7%), assistir a vídeos (36%) e receber e-mails. A classificação dos tablets foi bem mais baixa para pesquisas na internet (19,7%), jogos on-line (20,9%), uso de sites de geolocalização como o Foursquare (24%) e consultas a mapas on-line (31%).

No. 7 – Os jovens brasileiros são mais propensos a assistir a programas de TV ou filmes em dispositivos móveis
Cerca de 61% dos brasileiros na faixa dos 15 aos 24 anos afirmam que assistem filmes em seus dispositivos móveis, enquanto 57% assistem programas de TV. Por outro lado, apenas 40% dos brasileiros com idades entre 25 e 65 anos usam seus dispositivos móveis para assistir a filmes e programas de TV. A classe C é ligeiramente mais propensa a fazer isso (49,7%) do que as classes AB (44%).

No. 8 – Os livros e as revistas são mais populares em dispositivos móveis

Embora o hábito de assistir programas de TV e filmes em dispositivos móveis tenha tido uma alta classificação entre jovens brasileiros, o consumo de mídias tradicionais teve uma pontuação ainda maior. Cerca de 71% dos brasileiros na faixa dos 15 aos 24 anos relataram que leem livros em dispositivos móveis, enquanto 67% leem revistas e 58% leem jornais. Em comparação, cerca de 80% dos brasileiros com idades entre 25 e 65 anos leem revistas, 79% leem livros e quase 71% leem jornais em dispositivos móveis.


FONTE: CorpTV