segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Perfil do internauta brasileiro médio

Como sabemos, uma segmentação adequada é tudo em uma campanha, principalmente no mundo on-line. Um novo relatório do IAB Brasil, intitulado Indicadores Mercado Online, pode ajudá-lo a refinar sua segmentação. Esse relatório apresenta estatísticas de uma série de estudos que traçam um retrato do internauta brasileiro médio. Veja, abaixo, um breve perfil do internauta brasileiro típico, com base na pesquisa:

A maioria são jovens do gênero masculino
Com base nos resultados de uma pesquisa realizada pelo IBOPE Media em parceria com a empresa Nielsen em março de 2013, quase 53% dos internautas ativos do Brasil são homens e 47% são mulheres. A maioria dos internautas concentra-se na faixa etária dos 25 aos 34 anos (25,6%), seguida da faixa dos 35 aos 49 anos, com 25,5%. Isso significa que pouco mais da metade do seu público-alvo no Brasil tem de 25 a 49 anos de idade. Incluindo faixas etárias um pouco mais jovens, veremos que 11,6% dos internautas brasileiros situam-se na faixa dos 18 aos 24 anos e 10,5% na dos 12 aos 17 anos. Assim, 73% — basicamente, 3 de cada 4 brasileiros que são internautas ativos — têm de 12 a 49 anos de idade e tendem muito mais a ser do gênero masculino que do feminino.

A maioria pertence às classes AB
Segundo uma pesquisa realizada pelo IBOPE em 2012, intitulada POP Internet, a internet tem um alcance de 92% entre os brasileiros da classe A e de 79% entre os brasileiros da Classe B e um alcance significativamente menor entre os que compõem a crescente classe C (54%).

A maioria está localizada nas regiões Sul ou Sudeste do Brasil
Uma pesquisa da comScore MediaMetrix indica que mais da metade (54,9%) dos internautas brasileiros vive na região Sudeste do país e outros 18% vivem na região Sul, o que significa que a probabilidade de seus banners na internet serem visualizados por pessoas que vivem nessas regiões é maior. Em contrapartida, apenas 4,7% dos internautas brasileiros vivem na região Norte, somente 13% na região Nordeste e apenas 9% na região Centro-Oeste.

Seus sites favoritos incluem sites de notícias e entretenimento
A pesquisa do IBOPE e da Nielsen também analisou as principais categorias de sites visitados pelos internautas brasileiros. Os sites de busca ficaram em primeiro lugar, seguidos dos sites de telecomunicações/internet (2o lugar), de entretenimento (3o), de computadores/produtos eletrônicos (4o) e de notícias/informação (5o). Outras categorias importantes incluem as dos sites de família/estilos de vida (9o lugar), viagens (10o) e finanças/investimentos (12o). Curiosamente, a US Media Consulting representa ou trabalha diretamente com grandes marcas internacionais em todas essas áreas. Por exemplo, somos representantes no Brasil do The Wall Street Journal (notícias e finanças), CNET (computadores e tecnologia), Clickhoteles (viagens), last.fm e SongPop (entretenimento). Além disso, US Media Consulting trabalha frequentemente com sites de tecnologia de ponta como Mashable, Wired e NetShelter, grandes sites de estilo de vida como Glam Media e Enfemenino, importantes sites de entretenimento como Grooveshark e grandes sites de notícias como Forbes, Bloomberg e The New York Times.

A maioria são ávidos espectadores de vídeos on-line
O relatório do IAB Brasil cita dados da comScore segundo os quais 8 de cada 10 internautas brasileiros assistem a vídeos on-line, os quais têm o maior alcance entre internautas na faixa etária dos 25 aos 34 anos (13 milhões) e dos 35 aos 44 anos (9 milhões). É por isso que lançamos a rede Jumba Video Network, que reúne muitos dos principais sites que oferecem vídeos on-line em todo o Brasil e América Latina.

A internet impulsiona suas decisões de compra
Uma pesquisa da TG.Net de junho de 2012 revela que 74% dos brasileiros haviam entrado na internet nos seis meses anteriores para obter informações sobre produtos antes de comprá-los. Além disso, 68% concordam total ou parcialmente com a afirmação de que “A internet me ajuda mais que a televisão para decidir que produto comprar”. Cerca de 7 em cada 10 internautas brasileiros (69%) também afirmam que encontram informações sobre produtos na internet que não conseguem achar em nenhum outro lugar.

Eles entram principalmente em redes sociais e, em segundo lugar, em sites multimídia
O relatório do IAB Brasil também cita dados da Hitwise de março de 2013, segundo os quais os tipos de sites mais visitados pelos brasileiros são os de redes sociais (30%). A segunda categoria de sites mais visitados pelos internautas brasileiros é a dos sites multimídia, ou seja, de música e vídeo. Fechando o ranking, os cinco tipos de sites mais visitados são os de jogos, home pages de portais e de sites educacionais.

É bastante provável que eles se tornem compradores on-line
Em 2012, mais de 42 milhões de brasileiros compraram produtos on-line. Atualmente, a comScore estima que haja 89 milhões de internautas no Brasil. Isso significa que 47% dos internautas brasileiros participam do comércio eletrônico. Para se ter uma ideia mais adequada do crescimento explosivo do comércio eletrônico no Brasil, considere que somente 13 milhões de brasileiros compraram produtos pela internet em 2008. Segundo a empresa e-bit, os cinco principais tipos de produtos comprados por brasileiros na internet em 2012 foram os eletrodomésticos (1o lugar), roupas (2o), produtos de saúde e beleza (3o), produtos de tecnologia (4o) e produtos para decoração do lar (5o lugar). Ao todo, os brasileiros gastaram R$ 22 bilhões (US$ 11 bilhões) em compras on-line em 2012 e as projeções indicam que eles gastarão R$ 28 bilhões (US$ 14 bilhões) nesse mercado em 2013.

Uma parcela significativa desses internautas entra na internet a partir de dispositivos móveis

O relatório do IAB Brasil inclui dados de uma pesquisa que envolveu mais de 20.000 internautas brasileiros, realizada entre julho de 2011 e agosto de 2012. Quase 4 de cada 10 internautas brasileiros afirmaram que entram na internet a partir de um laptop, netbook ou notebook, contra apenas 15% em 2009. Além disso, 8% dos brasileiros afirmaram ter usado smartphones para entrar na internet em 2012. Os dados de 2013 do IBOPE Media— que acaba de ser publicado no Blue Bus — traçam um cenário ainda mais impressionante do uso da internet móvel no Brasil. Segundo o Ibope, 52 milhões de brasileiros podem acessar a internet a partir de celulares. Desse total, 20 milhões acessam a rede a partir de um smartphone. Essa pesquisa do IBOPE também observa alguns fatos interessantes que profissionais de marketing e publicidade devem levar em consideração atentamente: 64% dos brasileiros que acessam a internet a partir de smartphones o fazem para ler notícias, 47% para saber o que há de novo no cenário musical e 44% para assistir a vídeos.

FONTE: CorpTV